Teoria do Dinheiro

Click here to edit subtitle

Será que sei jogar poker?

Conhecer algumas regras e saber algumas definições não faz de nós jogadores de poker. Jogámos com os amigos, bebemos umas cervejas até às três da manhã, acordá-mos no dia seguinte ressacados e felizes, não faz de nós jogadores de poker. Abrimos o computador com 16 mesas, jogamos tudo o que saiu e em 1.000 mãos não ficamos a perder. Não faz de nós jogadores de poker. Lemos umas revistas, contámos aos colegas que alguém ganha milhões, para os impressionar, e ficamos a sonhar com milhões. Não faz de nós jogadores de poker.

Não é que não podemos sonhar, beber com os amigos, ou jogar 16 mesas, mas isso não faz de nós jogadores de poker. Talvez a definição de um jogador de poker de forma resumida seja: estudo, disciplina, estudo, controlo da banca, estudo, dedicação, estudo, foco nos objetivos, estudo, rotina diária saudável, estudo, vencer grandes torneios e mais estudo.

O que vai fazer de você jogador de Poker, é nada mais do que o estudo. Os resultados a longo prazo definem qual é o verdadeiro nível em que nós nos encontrámos. Se jogamos bem, se jogamos mal, se temos leaks a corrigir, se temos edge em relação ao nível que jogamos, etc. 

Sim, mas eu hoje experimentei subir do NL5 para NL50, porque se não nunca mais ganho dinheiro. E ganhei 100 euros

Isso não convence nenhum profissional que você sabe jogar. Poker tem muita variância, e não é porque correu bem uma vez que você sabe jogar. Para provar que você sabe jogar em NL50, não tem que jogar uma vez. Tem que jogar umas 40 ou 50 mil mãos, conseguir tirar lucro e mostrar-se melhor que a média dos jogadores desse nível.


Não convém muito dizer que sabemos jogar Poker, porque na realidade, não sabemos tanto assim. Há sempre alguém melhor. Quando fazer bluff? Quando fazer uma 3Bet? quando fazer uma 3Bet por bluff? Um squeeze? Fazer raise ou call? Perdemos dinheiro porque é a variância, ou porque não sabemos jogar?


Poker é viciante. Não no sentido que só serve para perder dinheiro. Pelo contrário. É viciante porque o jogo premeia os melhores, os mais dedicados, os mais pacientes, os mais estudiosos, os mais corajosos. Premeia em dinheiro, em uma vida mais folgada, com menos preocupações no fim do mês, sem que seja preciso cursos superiores e mestrados para isso. Premeia ainda antes dos 30 anos, aqueles que se dedicam. Premeia aqueles que escolhem investir o dinheiro e a si mesmos para melhorar a qualidade de vida, algo que um ordenado pequeno nunca vai permitir. Poker oferece a possibilidade de um filho conseguir ganhar dinheiro de acordo com o seu verdadeiro trabalho, comparando com os seus pais que se matam a trabalhar por pouco. 


Poker é sinónimo de inteligência, estratégia, controlo financeiro, diversão e matemática